Domingo, 13 de Abril de 2008

O Expressionismo

 O Grito, de Edward Munch (1893)«A pintura mais célebre de Munch é O Grito (1893): a Natureza, o céu, o rio... oscilam em curvas e transforma o próprio ritmo, tal como a personagem do primeiro plano. Esta expressa a angústia absoluta, a solidão do homem entre a vida e a morte. A estada de Munch na Alemanha, desde 1892 até 1908, ajuda a explicar a influência que Munch viria a exercer na arte alemã no período posterior.» 

 

José Maria de Azcarata Ristori e outros, Historia del Arte, Anaya

 

Caracterize o Expressionismo.

 

http://www.youtube.com/watch?v=O5tKG39G6Qk

http://www.youtube.com/watch?v=S0nJCnvbsug&NR=1

http://www.youtube.com/watch?v=5EVVBcv3FQk

http://www.youtube.com/watch?v=Dr86AGJhskI&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=0-CwOqzp0y8

http://www.youtube.com/watch?v=wrl14WkwJ88

http://www.youtube.com/watch?v=EPlNeFzoXAE

Publicado por História às 23:56
| Comentar
5 comentários:
De Sandra Mortágua a 15 de Abril de 2008 às 01:26
Expressionismo
Denominam-se genericamente expressionistas os vários movimentos do fim do século XIX e início do século XX os expressionistas estavam mais interessados na interiorização da criação artística do que na exteriorização, projectando-se na obra de arte uma reflexão individual e subjectiva.
Cada um ao olhar para uma obra expressionista pode interpretar algo diferente.
Mais amplamente, a palavra expressionismo refere-se a qualquer manifestação subjectiva da criação humana.
O Expressionismo surge de um desdobramento do pós-impressionismo, recebendo influências de uma série de artistas, como o holandês Van Gogh e o norueguês Edvard Munch.
Considerando o desdobramento do Impressionismo, os principais precursores deste movimento foram Vincent Van Gogh e Edvard Munch.. Ambas as obras propõem uma ruptura formal e ideológica com a Academia e com o Impressionismo. O Simbolismo como um todo também influenciou os movimentos expressionistas, em uma outra esfera, devido à importância dada à mensagem oculta na obra.
A obra exposta na figura representa uma figura andrógina num momento de profunda angústia e desespero existencial.
O pano de fundo é a doca de Oslofjord (em Oslo) ao pôr-do-sol. O Grito é considerado como uma das obras mais importantes do movimento expressionista
A musica
A música expressionista caracteriza-se pela intensa emotividade, dissonâncias extremas, melodias ásperas e angulosas, Assim como nas outras manifestações artísticas expressionistas, o compositor deposita em sua música seus sentimentos mais profundos, extremos e desesperados, dando à obra um carácter exagerado e soturno


De adriana soares e catia cardoso a 15 de Abril de 2008 às 10:04
O expressionismo é uma arte instintiva que exprime os sentimentos humanos, ou seja, consite na modificação do real para mostrar mais os sentimentos.
. Esta arte concentrou-se na Alemanha .As principais características são deformação da imagem, cores fortes e resplandecentes, grande dinamismo, pasta grossa martelada e usa-se uma técnica violenta em que o pincel e a espátula vão e vêem bruscamente. Este tipo de pintura apresenta traços patéticos em que se realça o sombrio e o trágico.
Temos como principais artistas Toulouse Lautrec, Paul Gauguin, Paul Cèzanne, Munch, Kirchner, Paul Klee, Amadeo Modigliani, Vicent Van Gogh.
Após 1905, o expressionismo expandiu-se por variados países países. Embora o expressionismo tenha um carácter alemão, o francês Georges Rouault foi quem conjugou os efeitos decorativos do fauvismo à cor simbólica do expressionismo alemão. Rouault foi colega de Matisse na escola de Moreau e expôs com os fauvistas, mas a sua paleta e a sua temática. A obra de Rouault tem sido descrita como “o fauvismo de óculos escuros”. Rouault era muito devoto, e alguns o consideram o maior artista religioso do séc. XX. Começou como aprendiz de vitralista, e o amor a cores fortes e garridas dão ''alma'' e enternecimento a suas pinturas de prostitutas e palhaços.


De Graça Silva a 17 de Abril de 2008 às 15:02
No expressionismo, o naturalismo dá espaço à representação emocional e distorcida do mundo.
Os artistas expressionistas procuraram desenvolver formas pictóricas que exprimissem mais os sentimentos íntimos do que o mundo exterior. Este tipo de pintura é intensa, apaixonada e muito pessoal, baseada no princípio de que a tela é um veículo para a demonstração das emoções.
As cores violentas, irreais, a par das pinceladas dramáticas, são típicas da pintura expressionista, cheia de vitalidade.

O movimento expressionista teve as suas origens no final do século XIX inícios do século XX. Teve como principais precursores Van Gogh (holandês) e Gauguin (francês), podendo-se destacar também James Ensor, com seu isolamento e expressionismo místico, Munch e o grupo parisiense Fauves, liderado por Matisse.
Os escritos de Worringer, propondo a distorção de formas que expressassem um mundo hostil, tiveram a sua importância no desenvolvimento do expressionismo.

Apesar do expressionismo se fundamentar basicamente na individualidade e alto grau de subjectividade do artista, expressando, na grande maioria das vezes, naturezas isoladas e místicas, formaram-se dois grupos para uma melhor divulgação das ideias expressionistas, que foram o grupo “A Ponte” (Die Brücke) e “O Cavaleiro Azul” (Der Blaue Reiter).

O grupo Die Brücke, formou-se em Dresden (na Alemanha), em 1905. Os seus fundadores foram Ernst Ludwig Kirchner (1880-1938) e os arquitectos Fritz Bleyl, Erich Heckel e Karl Schmidt-Rottluff, e ainda se juntaram a eles Otto Mueller (1874 - 1930), Max Pechstein (1881 - 1955) e Emil Nolde (1867 - 1956), entre outros.
Este grupo era próximo estilisticamente dos Fauves, também influenciado por Gauguin e Van Gogh e bastante habilidoso no trabalho com xilogravuras (técnica de gravura na qual se utiliza madeira como matriz e possibilita a reprodução da imagem gravada sobre papel ou outro suporte adequado, é um processo muito parecido com um carimbo).
Apesar de ter ficado menos de dois anos no grupo, Nolde merece um destaque especial devido à sua temática religiosa bastante presente nas suas obras.
O grupo dissipou-se em 1913, mas os seus artistas continuaram fiéis ao expressionismo.

O grupo Der Blaue Reiter, formou-se em Munique (também na Alemanha), em 1911-1912. A sua fundação contou com artistas extremamente importantes para a arte do século XX, como Wassily Kandinsky, Paul Klee (1879- 1940) e Franz Marc (1880-1916).
O artista Franz Marc, realizou vários estudos sobre cavalos vermelhos e azuis, centrando as suas obras, principalmente, na representação de animais, tendo sempre presente a distorção, característica do expressionismo. O pintor morreu na Primeira Guerra Mundial.
O russo Kandinsky, é considerado um dos mais importantes artistas do século, este pintor não se preocupou com a objectividade, mas sim com a expressividade e espontaneidade.
O suíço Paul Klee, outro nome marcante do século XX, entrou neste movimento em 1912. No entanto, ao longo da sua carreira, mostrou um estilo muito próprio e bastante individual, o que faz com que seja difícil considerá-lo apenas um artista expressionista.
Este grupo concentrou-se bastante na condição espiritual do homem e além de ter durado pouco tempo, pois dissipou-se na Primeira Guerra Mundial, foi bastante influente.


De jamylle carla a 24 de Setembro de 2008 às 09:56
bah tchê o expressionismo é asim:
ó ele usacores vibrantes


De vanessa a 17 de Março de 2009 às 23:26
GOSTEI DOS COMENTÁRIOS SOBRE O EXPRESSIONISMO.


Comentar post

Externato Luís de Camões

Pesquisar

 

Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Posts recentes

Guia de estudo para o exa...

Guia de estudo para o tes...

Apresentação "Do autorita...

Caderno Diário "Do autori...

A Revolução de Abril

A liberalização fracassad...

Continuidade e evolução

O isolamento internaciona...

A defesa da independência...

A defesa do Ultramar

A solução para o Ultramar

O sobressalto político de...

Apresentação "Os Totalita...

O Estalinismo

O Estado Novo

O Nazismo

O Fascismo

As consequências da Grand...

A Grande Depressão dos an...

Caderno Diário "A Grande ...

Os "loucos anos 20" e as ...

Caderno Diário "Mutações ...

A falência da Primeira Re...

O agravamento da instabil...

Caderno Diário "Portugal ...

Caderno Diário "As transf...

Da depressão económica à ...

Guia de estudo: As Revolu...

Guia de estudo: A Filosof...

Guia de estudo: O Absolut...

Guia de estudo: A Socieda...

Trabalho de pesquisa - A ...

Trabalho de pesquisa - A ...

Trabalho de pesquisa - A ...

Exercício 5 - A Declaraçã...

Exercício 3 - Manifestaçõ...

Exercício 2 - O Absolutis...

Exercício 1 - A Sociedade...

Do Absolutismo às Revoluç...

Guia de estudo: Humanismo...

Arquivos

Junho 2013

Abril 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Maio 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Outubro 2007

Ligações