Segunda-feira, 14 de Abril de 2008

O Futurismo

Mercúrio passa diante do Sol, de Giacomo Balla (1914)«Com a nossa entusiástica adesão ao futurismo, queremos:

1. Destruir o culto do passado, a obsessão pelo antigo, o pedantismo e o formalismo académico.

2. Recusar em absoluto qualquer forma de imitação.

3. Exaltar todas as formas de originalidade, mesmo que seja considerada temerária ou violenta.

4. Mostrar valor e orgulho perante a fácil de loucura, com a qual se pretendeu amordaçar os inovadores.

5. Considerar os críticos de arte como inúteis e danosos. (...)

8. Representar e exaltar a vida actual, incessante e profundamente transformada pelo avanço da ciência.

Enterrem-se os mortos nas profundezas da terra! Abram-se as portas do futuro! Dê-se lugar aos jovens, aos audazes!»

 

Do Manifesto dos Pintores Futuristas, in Historia del Arte, de José Maria de Azcarata Ristori e outros, Anaya

 

Quais eram os objectivos dos pintores futuristas? 

http://www.youtube.com/watch?v=WWElKGFNFR8

http://www.youtube.com/watch?v=-xj7J6432pY&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=LydMVUcSQTU&feature=related

Publicado por História às 00:46
| Comentar
4 comentários:
De sonia rebelo a 15 de Abril de 2008 às 17:44
Futurismo
O Futurismo foi um movimento artístico fundado em Itália pelo poeta, escritor e propagandista, Marinetti.
O Futurismo pretendeu revolucionar totalmente a arte da sua época utilizando os novos meios da propaganda e da agitação de massas.
Para anunciar os seus propósitos Marinetti utiliza pela primeira vez a forma de Manifesto que adopta do Manifesto Comunista de Marx e Engels de 1848.
O primeiro Manifesto Futurista é publicado no jornal Le Figaro, de Paris, em 1909.
Foi inicialmente um movimento puramente literário, que pretendia libertar-se das regras da gramática e da sintaxe na celebração dos sons e sensações de um mundo tecnológico futuro.
A partir de 1910 pintores e escultores Italianos aderem ao movimento: Umberto Boccioni, Carlo Carrà, Giacomo Balla, Luigi Russolo e Gino Severini.
Em 1910 dois Manifestos, proclamam as bases da estética Futurista, exaltando as sensações dinâmicas do mundo moderno, as máquinas, o automóvel, o comboio, o aeroplano, a guerra e a força física, a velocidade, a luz eléctrica, etc. Os pintores procuram expressar, por linhas de força e planos fragmentados e entrecruzados, impressões sensoriais subjectivas e objectivas, substituindo a estética convencional de que rejeitam a herança e as instituições, sendo a arte dos museus invectivada de “passadista”.
O Futurismo apresenta na sua fase inicial influencias do pontilhismo, do Cubimo e do Orfismo.

Futurismo em Portugal

Em Março de 1915 Aquilino Ribeiro, numa crónica parisiense anuncia na revista Ilustração Portuguesa o movimento futurista aos Portugueses.
Mas foi no número dois da Revista Orpheu, dirigida por Fernando Pessoa e Mário de Sá-Carneiro que o futurismo aparece como movimento em Portugal.
Na revista aparecem quatro trabalhos de Santa-Rita Pintor, e a Ode Marítima de Fernando Pessoa, mereceu de Sá Carneiro a apreciação de "Obra Prima do Futurismo".
Em 4 de Abril de 1917, é realizada no Teatro República (São Luis) em Lisboa uma matinée para apresentação do futurismo ao público português. Participam Almada Negreiros, Santa-Rita Pintor e outros, onde se leram textos de Marinetti e outros futuristas.
Em Novembro-Dezembro de 1917 Santa-Rita preparou o lançamento da Revista Portugal Futurista, que foi apreendida à porta da tipografia, por subversão e obscenidade de alguns textos.
Com a morte de Santa-Rita e Amadeu em 1918 e a partida de Almada para Paris o movimento Futurista Português entra em declínio.


De sónia rebelo a 22 de Abril de 2008 às 17:59
Características do Futurismo:
• Precedência da teoria sobre a prática e pretensão de ser "moderno", com exclusividade da expressão mais avançada da arte do seu tempo, características que, também, marcaram outros movimentos de vanguarda.
• Movimento que mais produziu manifestos.
• Expressão do dinamismo, ponto essencial da estética futurista.
• Busca de uma linguagem intensa, dinâmica, audaciosa capaz de expressar as novas concepções de espaço e movimento.


De Bárbara a 19 de Janeiro de 2014 às 10:21
isto é como se fosse os principais objetivos em portugal ou nao?


De sónia rebelo a 22 de Abril de 2008 às 18:09
A arte futurista, praticada por Giacomo Balla, Carlo Carrà, Luigi Russolo e Gino Severini, além de Umberto Boccioni era o movimento. Os pintores combinavam as cores fortes do Fauvismo com os planos quebrados e recortados do Cubismo para exprimir propulsão. Em seu mais famoso quadro, "Despertar da Cidade", Boccioni retratou trabalhadores e cavalos arrepiados como porcos-espinhos com a marca registrada das suas "linhas de força"irradiando de todas as figuras para transmitir a ideia.
de velocidade.

O Futurismo tem como principais características:
-A Dinamicidade
-Aspectos mecânicos
-O Uso de elementos geométricos
-Esquemas sucessivos de representação do objecto pictórico, como exposição fotográfica múltipla
-E movimentos animados pela fragmentação das figuras representadas, conforme o modernismo.


Comentar post

Externato Luís de Camões

Pesquisar

 

Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Posts recentes

Guia de estudo para o exa...

Guia de estudo para o tes...

Apresentação "Do autorita...

Caderno Diário "Do autori...

A Revolução de Abril

A liberalização fracassad...

Continuidade e evolução

O isolamento internaciona...

A defesa da independência...

A defesa do Ultramar

A solução para o Ultramar

O sobressalto político de...

Apresentação "Os Totalita...

O Estalinismo

O Estado Novo

O Nazismo

O Fascismo

As consequências da Grand...

A Grande Depressão dos an...

Caderno Diário "A Grande ...

Os "loucos anos 20" e as ...

Caderno Diário "Mutações ...

A falência da Primeira Re...

O agravamento da instabil...

Caderno Diário "Portugal ...

Caderno Diário "As transf...

Da depressão económica à ...

Guia de estudo: As Revolu...

Guia de estudo: A Filosof...

Guia de estudo: O Absolut...

Guia de estudo: A Socieda...

Trabalho de pesquisa - A ...

Trabalho de pesquisa - A ...

Trabalho de pesquisa - A ...

Exercício 5 - A Declaraçã...

Exercício 3 - Manifestaçõ...

Exercício 2 - O Absolutis...

Exercício 1 - A Sociedade...

Do Absolutismo às Revoluç...

Guia de estudo: Humanismo...

Arquivos

Junho 2013

Abril 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Maio 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Outubro 2007

Ligações