Segunda-feira, 14 de Abril de 2008

O Dadaísmo

Mona Lisa com Bigode, de Marcel Duchamp (1919)Em 1916, na Suiça, um grupo de jovens fugidos da guerra exprimiu o seu repúdio pelo conflito militar, pelas convenções sociais e, inclusive, pela arte através da escolha deliberada do absurdo. A palavra dada, escolhida ao acaso do dicionário francês, foi adoptada como designação do grupo dadaísta de Zurique (Cabaret Voltaire), o que exprime bem a opção dos artistaas pelo ilógico, o escandaloso, o desconcertante. Subvertendo os conceitos de arte, jogando com a acção do inconsciente (não esqueçamos a influência das teorias de Freud), o Dadaísmo preparou terreno para o Surrealismo.

 

Em que consistiu o Dadaísmo?

 

http://www.youtube.com/watch?v=0XnmC9dFhJE&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=JIr-4oZTHD0

Publicado por História às 01:35
| Comentar
1 comentário:
De Graça Silva a 17 de Abril de 2008 às 19:44
A palavra “dada”, em francês significa “cavalo de brinquedo”, a sua utilização marca a falta de sentido que a linguagem pode ter (como a de um bebé).
Foi criado um mito para reforçar esta ideia, que diz que o nome foi escolhido aleatoriamente ao abrir a página de um dicionário.
Isto foi feito como forma de simbolizar o carácter anti-racional do movimento, que era claramente contrário à Primeira Guerra Mundial.

O movimento dadaísta, foi uma vanguarda moderna, iniciada em 1916, em Zurique (Suíça), por um grupo de escritores e artistas plásticos, dois deles desertores do serviço militar alemão.
Em poucos anos este movimento ultrapassou Zurique e espalhou-se por outras cidades, tais como Barcelona, Berlim, Colónia, Hanover, Nova Iorque e Paris.

O dadaísmo é caracterizado pela sua oposição a qualquer tipo de equilíbrio, pela sua combinação de pessimismo irónico com a ingenuidade radical, pelo seu cepticismo absoluto e improvisação. Enfatizou o ilógico e o absoluto.
Apesar deste movimento aparentar ter falta de sentido, protestava contra a loucura da guerra, assim a sua principal estratégia era denunciar e escandalizar.

A princípio, o movimento não envolveu uma estética específica. A sua tendência extravagante e baseada no acaso, serviu de base para o surgimento de muitos outros movimentos artísticos do século XX, entre eles o Surrealismo, a Arte Conceitual, a Pop Art e o Expressionismo Abstracto.

Estes artistas são niilistas (não acreditam em nada), experimentalistas, espontâneos, trabalham com o acaso, fazem montagens de imagem, junção entre diferentes formas de expressão, incorporam objectos, sons e imagens do quotidiano nas suas obras.
Abrange as áreas das artes plásticas, fotografia, música, teatro, etc.

Um dos principais representantes do movimento, o poeta romeno Tristan Tzara, no seu último manifesto, fez o seguinte poema dadaísta:
“Pegue um jornal.
Pegue a tesoura.
Escolha no jornal um artigo do tamanho que voce deseja dar a seu poema.
Recorte o artigo.
Recorte em seguida com atenção algumas palavras que formam esse artigo e meta-as num saco.
Agite suavemente.
Tire em seguida cada pedaço um após o outro.
Copie conscienciosamente na ordem em que elas são tiradas do saco.
O poema se parecerá com você.
E ei-lo um escritor infinitamente original e de uma sensibilidade graciosa, ainda que incompreendido do público.”


Comentar post

Externato Luís de Camões

Pesquisar

 

Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Posts recentes

Guia de estudo para o exa...

Guia de estudo para o tes...

Apresentação "Do autorita...

Caderno Diário "Do autori...

A Revolução de Abril

A liberalização fracassad...

Continuidade e evolução

O isolamento internaciona...

A defesa da independência...

A defesa do Ultramar

A solução para o Ultramar

O sobressalto político de...

Apresentação "Os Totalita...

O Estalinismo

O Estado Novo

O Nazismo

O Fascismo

As consequências da Grand...

A Grande Depressão dos an...

Caderno Diário "A Grande ...

Os "loucos anos 20" e as ...

Caderno Diário "Mutações ...

A falência da Primeira Re...

O agravamento da instabil...

Caderno Diário "Portugal ...

Caderno Diário "As transf...

Da depressão económica à ...

Guia de estudo: As Revolu...

Guia de estudo: A Filosof...

Guia de estudo: O Absolut...

Guia de estudo: A Socieda...

Trabalho de pesquisa - A ...

Trabalho de pesquisa - A ...

Trabalho de pesquisa - A ...

Exercício 5 - A Declaraçã...

Exercício 3 - Manifestaçõ...

Exercício 2 - O Absolutis...

Exercício 1 - A Sociedade...

Do Absolutismo às Revoluç...

Guia de estudo: Humanismo...

Arquivos

Junho 2013

Abril 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Maio 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Outubro 2007

Ligações