Domingo, 18 de Maio de 2008

A aliança internacional das forças democráticas na luta contra o imperialismo do Eixo

«Qual foi, perante a política de Hitler, a atitude dos demais Estados europeus?

(…) A política britânica foi relativamente simples: certas reivindicações alemãs, como por exemplo a remilitarização da Renânia ou a união com a Áustria – embora estivessem em contradição com os tratados –, não lhe pareciam desrazoáveis, e daí, até 1939, a convicção de que, não se lhes opondo, se poderia desarmar e amaciar o ditador alemão. (…)
A política francesa foi mais complexa. A partir da subida de Hitler ao poder, certos homens de Estado franceses persuadiram-se de que, perante o renascer do perigo alemão, a política de segurança colectiva estava ultrapassada. (…) A política externa francesa foi apenas uma sucessão de abandonos perante as exigências alemãs – uma “política de decadência” que se explicava pelo medo/pânico de não ter dos Ingleses e que, portanto ia a reboque deles (…). Na aparência, as políticas inglesa e francesa eram próximas uma da outra; mas num caso a política era assumida conscientemente e no outro não passava de uma expressão de fraqueza que procurava justificar-se numa opinião pública visceralmente pacifista.
Havia ainda a União Soviética, cuja política balançou entre dois pólos: a sua hostilidade ao nazismo , que por sua vez se declarava ferozmente antibolchevista, e a sua hostilidade ao sistema de Versalhes, entre cujas vítimas se contava.
(…) No decurso dos anos 30, a Europa voou em pedaços. A crise económica foi o detonador de uma crise política, ideológica, moral, etc. (…) Em 1939, a crise dos anos 30 terminava, para o pequeno continente europeu – esquartejado entre o comunismo, o fascismo e a democracia –, numa nova tragédia em que ele iria jogar em horrores a sua bimilenária história.»
 
Jean Carpentier e François Lebrun, História da Europa, Editorial Presença
 
Explique a atitude dos estados europeus face à política do eixo nazi-fascista.
Publicado por História às 16:07
| Comentar
3 comentários:
De Cátia Santos a 18 de Maio de 2008 às 22:47
Com o fim da Primeira Guerra Mundial e com a criação da Sociedade das Nações, a paz no mundo parecia estar definitivamente assegurada.

Mas, tal não sucedeu, pois, na década de '30, uma série de acontecimentos vieram ameaçar a concórdia entre as nações. Isto porque, no início desta década, alguns Estados como a Alemanha, a Itália e o Japão enveredaram por regimes ditatoriais e empreenderam uma política de conquistas.

Com efeito, em 1931, o Japão submeteu a Manchúria e, em 1935, a Itália invadiu a Etiópia. Por sua vez, a Alemanha abandonou a Sociedade das Nações em 1933, restabeleceu o serviço militar e reequipou as Forças Armadas.

Em seguida, Hitler pôs em marcha um plano para formar uma "Grande Alemanha" com os países de "raça germânica", de modo a criar o "espaço vital", que considerava ser necessário para o desenvolvimento do país. Assim, entre 1936 e 1939, ocupou a Renânia, anexou a Áustria e a região dos Sudetas, e celebrou pactos militares com a Itália (Eixo Roma-Berlim) e com o Japão (Pacto Anti-Komintern).

Tanto a Itália como o Japão entraram na guerra para satisfazer os seus propósitos expansionistas. As nações aliadas, como o Reino Unido, a França e os Estados Unidos, opuseram-se a estes desejos do Eixo. Estas nações, juntamente com a União Soviética, depois da invasão desta pela Alemanha, constituíram a base do grupo dos Aliados.


De Graça Silva a 20 de Maio de 2008 às 18:19
Em tempo de crise (económica, política e psicológica), o "chefe" político (líder) e o "partido único" pareciam constituir a única solução: a ditadura. Assim, na Europa das décadas de 20 e 30 assistiu-se a uma sucessiva implantação de registos autoritários e fascistas.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Em tempo de crise (económica, política e psicológica), o "chefe" político (líder) e o "partido único" pareciam constituir a única solução: a ditadura. Assim, na Europa das décadas de 20 e 30 assistiu-se a uma sucessiva implantação de registos autoritários e fascistas. <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>Sulidários</A> na política imperialista, Hitler e Mussolini assinaram em 1936 o "Pacto de Amizade" de que resultou o "Eixo Roma-Berlim ", a que se juntaria, em 1940, o Japão no "Pacto Tripartido" ou "Eixo Berlim-Roma-Tóquio ". <BR>Entretanto, na Espanha, a Guerra Civil (1936-1939) iria constituir uma espécie de campo de ensaio para a Segunda Guerra Mundial. <BR><BR>Hitler chegou ao poder em 1933 e logo começou a preparar o seu país para a guerra. Ordenou o rearmamento do exército alemão (1935) e ocupou a região da Renânia (1936), junto à fronteira francesa, iniciando assim uma escalada de tensão na Europa. As acções de força empreendidas por Hitler em especial no período de 1938 a 1939, foram cada vez mais contundentes, bem como as de Mussolini em 1939, as quais provocaram mudanças fundamentais nas relações internacionais, que conduziram à Segunda Guerra Mundial. A Grã-Bretanha e a França prometeram ajuda à Polónia e à Roménia, no caso de serem invadidas pela Alemanha, ou à Grécia, no caso de ser invadida pela Itália. Como reacção, Hitler e Mussolini celebram o "Pacto de Aço" (22 de Maio de 1939). <BR><BR>A posição dos EUA relativamente aos conflitos que se desenhavam na Europa, nos últimos meses que antecederam a guerra era de indiferença. <BR>Quanto à URSS, manteve conversações com a Grã-Bretanha e a França no sentido de ajudar a Polónia, mas sem efeito, devido à oposição do presidente polaco Beck que temia a entrada de tropas russas na Polónia no caso de se efectivar o conflito com a Alemanha. <BR><BR>A 1 de Setembro de 1939, Hitler decide invadir a Polónia. <BR>A 3 de Setembro a Grã-Bretanha e a França declaravam guerra à Alemanha. Iniciava-se assim a Segunda Guerra Mundial!


De carlos sousa a 20 de Maio de 2008 às 18:42
A atidude dos Estados Europeus perante á política de Hitler foram de diferentes opiniões.
Á política Britânica , tomou uma posição relativamente simples e comodista não se opondo aos ideais de Hitler,achando com isso poder ser com esta postura,mais fácil de o amaciar e posteriormente o desarmar.
Á política Francesa foi mais activa,quando Hitler chegou ao poder já advinhavam os perigos que isso iria originar.foi então que alguns políticos começaram a abandonar á políticas perante as exigências alemães .
Sentiram muito a falta de apoio dos ingleses .
Á política Soviética essa balançaca entre 2 pólos :
-A hostilidade ao Nazismo.
-o sistema de Versalhes .
Em 1939 , com o fim da crise dos anos 30 . o pequeno Estado Europeu encontrava-se esquartejado entre o Comunismo,Fascismo,e a Democracia .


Comentar post

Externato Luís de Camões

Pesquisar

 

Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Posts recentes

Guia de estudo para o exa...

Guia de estudo para o tes...

Apresentação "Do autorita...

Caderno Diário "Do autori...

A Revolução de Abril

A liberalização fracassad...

Continuidade e evolução

O isolamento internaciona...

A defesa da independência...

A defesa do Ultramar

A solução para o Ultramar

O sobressalto político de...

Apresentação "Os Totalita...

O Estalinismo

O Estado Novo

O Nazismo

O Fascismo

As consequências da Grand...

A Grande Depressão dos an...

Caderno Diário "A Grande ...

Os "loucos anos 20" e as ...

Caderno Diário "Mutações ...

A falência da Primeira Re...

O agravamento da instabil...

Caderno Diário "Portugal ...

Caderno Diário "As transf...

Da depressão económica à ...

Guia de estudo: As Revolu...

Guia de estudo: A Filosof...

Guia de estudo: O Absolut...

Guia de estudo: A Socieda...

Trabalho de pesquisa - A ...

Trabalho de pesquisa - A ...

Trabalho de pesquisa - A ...

Exercício 5 - A Declaraçã...

Exercício 3 - Manifestaçõ...

Exercício 2 - O Absolutis...

Exercício 1 - A Sociedade...

Do Absolutismo às Revoluç...

Guia de estudo: Humanismo...

Arquivos

Junho 2013

Abril 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Maio 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Outubro 2007

Ligações