Sábado, 26 de Janeiro de 2013

A falência da Primeira República



Greve durante a I República

 

O País não produzia nem a metade do necessário para o seu consumo. (...) E foi assim, nestas condições, sem agricultura, sem indústria, sem navegação, que a Guerra veio surpreender Portugal. E foi sob um regime de salário baixíssimo e de um custo de vida exorbitante (...) que nós, operários, nos encontrávamos.

 

Movimento Operário perante a Guerra e as Condições de Paz, União Operária Nacional, em 1917

  

  1. Partindo dos documentos, avalia a concretização das reformas económicas da Primeira República.

Publicado por História às 10:50
| Comentar
4 comentários:
De João Figueiredo a 6 de Maio de 2012 às 22:46
Desde já é de salvaguardar a excelente resposta da Joana e da Alexandra, apenas acrescentaria que houve um aumento do fluxo monetário que foi uma das principais razões que justificam o aumento da inflação. Por fim acrescentaria o facto de todas estas politicas terem levado a revoltas e manisfestações, realçando a mais importante a 28 de maio de 1926 em braga que acabaria por instaurar a ditadura militar.


De História a 7 de Maio de 2012 às 16:42
De facto, durante a 1.ª República surgiram, também, golpes militares que estabeleceram períodos de ditadura, tais como em 1915 com Pimenta de Castro e, entre 1917 e 1918, com Sidónio Pais. Este último instaurou a "República Nova", um regime autoritário, vindo contudo a ser assasinado em dezembro de 1918.
Embora, a partir de 1923, a situação geral do País tivesse registado algumas melhorias (por exemplo, redução da dívida pública), a 1.ª República iria ser derrubada. Em 28 de maio de 1926, o General Gomes da Costa inicia uma revolta, a partir de Braga, numa marcha militar em direção a Lisboa. Ao longo do percurso, conquistou a adesão de largos setores do exército. Ao chegar a Lisboa, o Governo já se havia demitido e o Presidente da República, Bernardino Machado, renunciou ao cargo. O golpe militar impôs a dissolução do Parlamento, a suspensão das liberdades individuais, a censura à imprensa e o poder passou a ser assumido por militares. Estava instaurado um regime de ditadura militar.
Continuação de um bom trabalho!


Comentar post

Externato Luís de Camões

Pesquisar

 

Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Posts recentes

Guia de estudo para o exa...

Guia de estudo para o tes...

Apresentação "Do autorita...

Caderno Diário "Do autori...

A Revolução de Abril

A liberalização fracassad...

Continuidade e evolução

O isolamento internaciona...

A defesa da independência...

A defesa do Ultramar

A solução para o Ultramar

O sobressalto político de...

Apresentação "Os Totalita...

O Estalinismo

O Estado Novo

O Nazismo

O Fascismo

As consequências da Grand...

A Grande Depressão dos an...

Caderno Diário "A Grande ...

Os "loucos anos 20" e as ...

Caderno Diário "Mutações ...

A falência da Primeira Re...

O agravamento da instabil...

Caderno Diário "Portugal ...

Caderno Diário "As transf...

Da depressão económica à ...

Guia de estudo: As Revolu...

Guia de estudo: A Filosof...

Guia de estudo: O Absolut...

Guia de estudo: A Socieda...

Trabalho de pesquisa - A ...

Trabalho de pesquisa - A ...

Trabalho de pesquisa - A ...

Exercício 5 - A Declaraçã...

Exercício 3 - Manifestaçõ...

Exercício 2 - O Absolutis...

Exercício 1 - A Sociedade...

Do Absolutismo às Revoluç...

Guia de estudo: Humanismo...

Arquivos

Junho 2013

Abril 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Maio 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Outubro 2007

Ligações