Sábado, 20 de Outubro de 2012

Objetivo 4 - Comparar a democracia ateniense com a democracia atual

Os discursos belos e artísticos não são apanágio das pessoas inferiores, mas obra de uma alma que pensa bem; os sábios e os que parecem ignorantes diferem uns dos outros principalmente nisso (...). Os que foram criados desde início como homens livres não se conhecem pela coragem, riqueza ou qualidades dessa espécie, mas distinguem-se sobretudo pela maneira de falar. É este o sinal mais seguro da educação de cada um de nós, e aqueles que sabem usar bem da palavra, não só são poderosos no seu país, como honrados nos outros.

 

Isócrates, Panegírico, século V-IV a. C.


Com base no documento, compare a democracia ateniense com a democracia atual.

Publicado por História às 13:14
| Comentar
10 comentários:
De Ana Graça a 20 de Outubro de 2012 às 16:26
Comparando os princípios da democracia ateniense com os preceitos da democracia actual, encontramos pontos de convergência e de divergência.
As duas formas de democracia têm em comum:
- a vontade de satisfazer os desejos dos cidadãos (ainda que nos nossos dias o conceito de cidadão seja diferente);
- a divisão dos poderes – legislativo, executivo, judicial – pelas diferentes instituições;
- o uso da retórica como arma política;
- o tratamento igual de todos os cidadãos perante a lei.
Eram características da democracia ateniense, nomeadamente:
- um corpo cívico reduzido em comparação com o das democracias actuais (porém, alargado, em comparação com o dos regimes políticos da Antiguidade);
- a aplicação do ostracismo;
- a existência legal da escravatura;
- a discriminação das mulheres e dos estrangeiros;
- a valorização do sorteio como forma de participação política.


De Mafalda Pinho a 22 de Outubro de 2012 às 03:43
Comparando a democracia ateniense com a actual, chegamos à conclusão que existem alguns pontos em comum entre ambas as formas de governo que são: a vontade de satisfazer os desejos dos cidadãos (apesar de o conceito cidadão ser diferente, em ambas as democracias), a divisão dos poderes, legislativo, executivo e judicial, pelas instituições, o uso da retórica como arma política e o tratamento igual de todos os cidadãos perante a lei.
Se por outro lado, apontarmos os factores que as distinguem, podemos começar pelo facto de na democracia ateniense, os cidadãos serem apenas homens com mais de 20 anos, serviço militar completo e filhos de pai e mãe ateniense, enquanto que, na democracia actual, qualquer homem ou mulher maior de 18 anos, é considerado cidadão e tem direito ao voto.
Na democracia ateniense, os cidadãos tinham uma participação directa na aprovação das leis e nos orgãos políticos da polis, actualmente, vivemos uma democracia representativa, ou seja, os cidadãos elegem um representante.
Ainda na democracia ateniense, a escravatura era legal, as mulheres, os metecos e os escravos não tinham direitos políticos e praticavam o ostracismo.


De Ana Rita Carvalho a 23 de Outubro de 2012 às 14:52
Se compararmos a democracia actual com a democracia ateniense verificamos pontos em comum como também pontos em que divergem. Na democracia ateniense o uso da palavra era sem dúvida uma característica relevante e à qual os cidadãos deveriam ter total domínio ( Isegoria ) tal como o texto em cima nos diz "Os que foram criados desde início como homens livres não se conhecem pela coragem, riqueza ou qualidades dessa espécie, mas distinguem-se sobretudo pela maneira de falar" . A democracia ateniense era uma democracia direta como tal todos os cidadãos ( todos os homens que cumpriram serviço militar , filhos de pai e mãe ateniense e com mais de 20 de anos ) poderiam participar abertamente na política e opiniar sobre os assuntos ai expostos tal não acontece na democracia atual sendo que esta não é uma democracia directa mas sim uma democracia indirecta ou representativa, ou seja, os cidadãos não podem opinar tão abertamente sobre os assuntos expostos, por sua vez, é outra pessoa que em representação dos cidadãos irá decidir sobre os assuntos importantes da democracia. Na democracia ateniense apenas os homens poderiam ser considerados cidadãos, posto isto, as mulheres e estrangeiros e claro escravos não podiam participar na vida política, nos dias de hoje tanto homens como mulheres e até mesmo estrangeiros podem participar ativamente na vida política sendo todos considerados cidadãos. Em comum estas duas democracias têm como objetivo a vontade de satisfazer os desejos da maioria dos cidadãos tal como no texto está ilustrado " É este o sinal mais seguro da educação de cada um de nós, e aqueles que sabem usar bem da palavra, não só são poderosos no seu país, como honrados nos outros"


De Anónimo a 24 de Outubro de 2012 às 18:59
Comparando, encontramos semelhanças e divergencias entre os dois tempos históricos , mesmo com a mesma politica, a democracia; " mudam-se os tempos mudam-se as vontades ". A democracia ateniense em contraste com a actual, tinha algumas limitacões, entre elas podemos considerar que apenas os " cidadãos " podiam participar nas actividades politicas, e apenas ele tinham isonomia, e isocracia, logo nao ha igualdade de direitos para toda a população, como actualmente. Outros aspectos relevantes, são a aplicação do ostracismo, e a legalização da escravatura, sendo a maior das divergências a discriminação de mulheres e " metecos ", que nao eram cidadãos civicos e activos na sociedade ateniense. A democracia tambem era directa em contraste com o actual sistema representativo. Em comum, os dois sistemas, tentavam agradar e satisfazer os seus cidadãos, impondo-lhes as mesmas leis e os mesmo direitos. Os poderes politicos tambem eram divididos, e qualquer cidadao, consoante certos parametros, podia ser eleito membro do poder legislativo, executivo ou judicial, so podendo exercer apenas um deles. Estas sao algumas da semelhanças, e diferenças entre os dois sistemas democráticos.



De Ricardo Costa a 28 de Outubro de 2012 às 13:56
Partindo da análise da citação apresentada, é evidente a semelhança a que esta faz menção. "É este o sinal mais seguro da educação de cada um de nós, e aqueles que sabem usar bem da palavra, não só são poderosos no seu país, como honrados nos outros.", o bom uso da palavra, o poder da persuasão, a capacidade de saber colocar os pensamentos num discurso fluído e coerente é tanto na sociedade Ateniense como hoje em dia um ponto fulcral para a actividade política. Mas esta não é a única semelhança que adoptamos no nosso modelo actual, estas são também importantes:
- A vontade de satisfazer os desejos dos cidadãos, também como forma de obtenção de aprovação;
- A divisão dos poderes – legislativo, executivo, judicial;
- O tratamento igual de todos os cidadãos perante a lei, ainda que agora o conceito de cidadão seja bem distinto do praticado na sociedade Ateniense.
As diferenças são também muito evidentes, a mais óbvia deverá ser a diferença entre a democracia representativa que hoje aplicamos confrontada com a democracia directa aplicada pelos cidadãos atenienses. É também descabido pensar em aplicar num método de sorteio no nosso modelo, contudo era bastante valorizada esta opção pelos atenienses como forma de participação política. As mulheres e estrangeiros tinham uma elevada taxa de discriminação, hoje bem mais baixa mais ainda um tanto ou quanto vestigial. O ostracismo é também muito importante, medida adoptada com efeito de combater quem quisesse ir além do que era devido, de quem quisesse aproveitar a sua posição para praticar abuso de poder, banição essa que hoje não é aplicada.


De STEPHANY a 22 de Agosto de 2014 às 17:44
E QUE NA DEMOCRACIA ACTUAL NOS TEMOS DIREITOS DE ESCOLHER O SEU PRESIDENTE E A DEMOCRACIA ATENIENSE JÁ E TOTALMENTE DIFERENTE POR EXEMPLO A DEMOCRACIA ATENIENSE NÃO PODE ESCOLHER O SEU PRÓPRIO PRESIDENTE NEM O SEU GOVERNADOR E LÁ TEM ESCRAVOS SE NÃO PAGAR IMPOSTOS E MUTO MAIS


De Gabriel Romano a 19 de Novembro de 2014 às 22:02
Bem maneiro este site .... parei de pesquisar coisas na Wikipedia pq meus professores não deixam bike merda velho que b****são tudo vagabundo não deixa eu fazer trote direito


De maria a 8 de Outubro de 2015 às 01:22
q droga mo porcaria


De natani a 8 de Outubro de 2015 às 01:23
muito bom esse blog ajudou muito amei


De Paulo Eurico a 17 de Outubro de 2016 às 15:43
Gostei muito deste conteúdo


Comentar post

Externato Luís de Camões

Pesquisar

 

Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Posts recentes

Guia de estudo para o exa...

Guia de estudo para o tes...

Apresentação "Do autorita...

Caderno Diário "Do autori...

A Revolução de Abril

A liberalização fracassad...

Continuidade e evolução

O isolamento internaciona...

A defesa da independência...

A defesa do Ultramar

A solução para o Ultramar

O sobressalto político de...

Apresentação "Os Totalita...

O Estalinismo

O Estado Novo

O Nazismo

O Fascismo

As consequências da Grand...

A Grande Depressão dos an...

Caderno Diário "A Grande ...

Os "loucos anos 20" e as ...

Caderno Diário "Mutações ...

A falência da Primeira Re...

O agravamento da instabil...

Caderno Diário "Portugal ...

Caderno Diário "As transf...

Da depressão económica à ...

Guia de estudo: As Revolu...

Guia de estudo: A Filosof...

Guia de estudo: O Absolut...

Guia de estudo: A Socieda...

Trabalho de pesquisa - A ...

Trabalho de pesquisa - A ...

Trabalho de pesquisa - A ...

Exercício 5 - A Declaraçã...

Exercício 3 - Manifestaçõ...

Exercício 2 - O Absolutis...

Exercício 1 - A Sociedade...

Do Absolutismo às Revoluç...

Guia de estudo: Humanismo...

Arquivos

Junho 2013

Abril 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Maio 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Outubro 2007

Ligações